segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Eu preciso saber alguma coisa, qualquer coisa. Todos os dias eu tenho uma pergunta. As respostas no entanto não parecem querer me alcançar.E não adianta correr, não adianta gritar. No lugar onde moram as respostas, ninguém parece escutar. Afinal, de que me adianta ter todas as respostas quando eu não sei o que eu posso fazer com elas? A questão são as questões que sempre me rodeiam, que me tornam repetitiva, que fazem parte de um quebra-cabeça onde todas as peças ainda não se encaixaram. Gostaria que as coisas fossem como elas deveriam ser. O mundo, um lugar de gente. As pessoas...bem, essas eu não sei como deveriam ser. Será que devemos ser como somos? E o mundo só é possível por que é do jeito que é? Eu prefiro acreditar em outra coisa, mesmo que isto signifique estar cega. Não deve ser estranho querer o bem. Não deve ser estranho amar. Não deveria ser estranho ser bom. A regra virou excessão e estamos acostumados a tudo de ruim que o mundo pode oferecer. Assim sendo, eu me transformo no que há de errado com esse mundo. Eu não sou feroz, eu não cobiço o topo do mundo, eu não quero ser o melhor, eu não preciso provar nada e eu gosto de viver comigo mesma. Eu não gosto de mentir, o que não significa que eu não minta. Eu não gosto gosto da maldade, o que não significa que eu seja sempre boa. Mas eu sou assim. Eu não quero um mundo santo, onde todos sejam felizes para sempre. Até porque pra saber o que é ser feliz, é preciso conhecer antes as tristezas desta vida, que alguém um dia falou que eram demais. Mas é demais querer que a vida seja tranquila? Ter paz parece ser a maior utopia do mundo moderno. Um lugar que chamamos de lar mas que nem ao menos nos acolhe. Um lugar que dá armas nas mãos de uma criança, quando poderia dar um colo e um pedaço de pão. Este mesmo lugar que diz que você vale o quanto tem. Um lugar onde se mata em "nome de Deus". Este não é o meu lar. Não é aqui que meu coração bate mais forte. Quando eu sonho com um lar, não consigo saber ao certo onde fica e acho que não poderia saber. Eu fugiria. Mas fugir não é a solução mais sensata, sabemos disso. E, já que já estamos aqui, o que nos resta é lutar. Nem que sua luta seja somente com você mesmo. Você não precisa salvar o mundo, nem sabemos se é isso mesmo o que ele quer. Mas você tem que lutar, ao menos pra sobreviver. E se puder, para viver também. Você pode não estar no melhor lugar, na melhor época, com as melhores pessoas e as melhores perspectivas, mas esteja certo de que tem a melhor chance de todas: você ainda está vivo. E quando não encontrar o que procura, como eu não encontro minhas respostas, apenas concentre-se na busca. Pode ser a melhor parte. Não tem outro jeito, então faça o melhor que pode, não mais nem menos. Viva pra ficar em paz. Não queria abraçar o mundo, ele é grande demais e você sabe que por mais que sua vontade seja grande, seus braços são curtos. Mas abrace o que e quem você puder, sempre. Hoje é uma benção. Nos abençoe com o seu amor. E eu te abençoarei com o meu. Apenas tente.

11 comentários:

  1. Por isso devevemos nos agarrar com todas as forças naquilo q nos faz bem....e ser um pouco egoista...pq não??

    bjoo
    meninaaa
    to na tua cola...rsrs

    ResponderExcluir
  2. Um dia descobrimos que ser bonzinho não é bom, e que o egoísmo, que antes nos parecia feio, é quase um dos únicos modos de sobreviver.

    Adorei o blog.
    Sucesso, beijos.

    ResponderExcluir
  3. Muito legal! Se encontrar esse lugar e fugir, passa aki e casa!

    "Ah vai, me diz o que é o sossego
    Que eu te mostro alguém afim de te acompanhar
    E se o tempo for te levar
    Eu sigo essa hora e pego carona pra te acompanhar."

    ResponderExcluir
  4. Conseguir fazer nosso próprio mundo melhor já é alguma coisa da qual se orgulhar.

    (gostei do layout novo, estranha!)

    bjo

    ResponderExcluir
  5. "Apenas concentre-se na busca".
    Em meio à busca, lugar o qual melhor se encontra, é aonde deve-se desfrutar o melhor.
    O amadurecimento e a visão do futuro, do que queremos. E se queremos o mundo, tentar abraça-lo pode até ser impossível, mas a vontade não é algo que pode ser restringida à si mesma. Alimente-a, viva-a e, de uma vez por todas, esqueça que existe consequência.


    (:

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito do teu blog.
    Uma delicadeza alegre... leve.
    Estou te seguindo.

    Me visita tb.
    http://pedacosdomeucotidiano.blogspot.com

    Bjuuuuu
    Thaty

    ResponderExcluir
  7. encorage sua busca sempre; mas jamais seje alguém que vc não queira ser. O mundo está ai e o que faz parte dele éh o que realmente sentimos e nao podemos ver... tristeza, felicidade, amor, comunhão, raiva, magoa, regeição..........e mundo a fora. o melhor... viva um dia de cada vez e abraçe sempre as coisas boas. bjossss amei. mimos para ti. estranha

    ResponderExcluir
  8. Você escreve maravilhosamente bem!
    Eu adorei o seu comentário no meu blog tbm *-*
    Beijos e tudo de bom sempre.

    ResponderExcluir
  9. Muuuito legal o que você escreveu! Gostei mesmo, ganhou mais um seguidor ^^

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Acabei chegando ao seu blog por aquela velha história " amigo do amigo do meu amigo"... E me surpreendi. Adorei tudo o que li por aqui. Só tem a engrandecer as nossas vidas as suas palavras.
    Quando quiser dar uma passadinha no meu, eu adoraria: www.ntgpea.blogspot.com

    Um grande beijo querida estranha!

    ResponderExcluir